sexta-feira, 16 de julho de 2010

E quando o cruzeiro faz um 'retorno'?!

Essa semana vi uma foto que me remeteu a este fato, e achei que seria legal contar essa história aqui. Janeiro de 2007, aquela era a viagem mais importante pra mim. A impressão que eu tinha é que eu estava indo para o Titanic (o maior navio do mundo). Coisa besta de se pensar, mas a sensação era mais ou menos essa. Talvez porque a divulgação daquela embarcação, naquele ano, tenha sido muito intensa.. ainda posso me lembrar do cd de divulgação falando 'navio equivalente a 1 estádio e meio de futebol'..'equivalente a um prédio de 20 andares'... e blá blá blá.. Sem contar que eu havia me comunicado com várias pessoas durante longos 9 meses, com convívio diário no msn, parecia que eu conhecia aquelas pessoas a anos...!

Embarque. Me perdoe, mas não achei o navio tão grande quanto o divulgado, mas isso aconteceu porque no porto do Rio de Janeiro havia um navio 2 vezes maior, que fazia ele se transformar em uma formiga!

Tudo bem.. comparações a parte.. o navio começou a navegar! A sensação de saída do Rio de Janeiro sempre é boa, mesmo se o céu estiver meio nebuloso. Logo que passamos pelo Pão de Açúcar desci para a cabine de um amigo meu. A gente estava batendo papo, quando vimos pela tv, no canal que aparece a rota do navio, o navio fazendo o formato de um número 8, ou seja, VOLTANDO PARA O RIO! Naquele momento me bateu um pânico e vários pensamentos na cabeça. Porque o navio estava voltando?!

Na época minha madrasta estava grávida, e CLARO, não era a hora do bebê nascer nem nada, mas mesmo assim, sai da cabine do meu amigo correndo, sem nem ao menos por onde começar a procurar meus familiares. Nisso meu telefone tocou! Era uma amiga minha que estava em outro navio, que também percebeu que o nosso navio estava fazendo o 'retorno'.

Dei sorte. Pouco tempo depois, achei a minha familia e estava tudo ok! O navio parou, e um barco pegou alguém e o navio voltou a sua rota inicial rumo a Salvador. Ouvi várias histórias no decorrer da viagem. Que uma criança havia batido a boca na piscina, e tinha quebrado todos os dentes (pouco provável porque se não o assunto teria sido geral).. Outra hipotese que eu ouvi também foi que uma mulher grávida começou a ganhar o bebê (pouco provavel igualmente, pois existe uma certa quantidade de meses para poder estar a bordo, assim como a criança deve ter uma idade x ). E por fim, uma última história que um homem havia infartado e no navio não havia recursos suficientes para socorrê-lo, que cá entre nós, foi a história mais aceitável.

De qualquer forma até hoje não sei a versão verdadeira, mas fiquei admirada como o fato de eu ver uma foto daquele dia me remeteu a 'reviver' esses momentos em minha mente, como se eu estive lá, novamente, vivendo aquilo!

Beijos para quem passar por aqui!

Posts Relacionados

2 comentários:

João 17 de julho de 2010 05:34  

Acho que vivenciei esta história também...
Um abraço.

Cida. 17 de julho de 2010 05:39  

Viajei lendo essa matéria!
Se quiser,pode colar a foto e colocá-la aqui....rs.
Beijos.
*Ah,acho que vc ganhou mais um fã do Blog!O Joõa adorou as histórias...rsrs.

  © Free Blogger Templates Spain by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP  

BlogBlogs.Com.Br