quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

Hotel em Milão

Estive em Milão quando tinha 7 anos de idade, e até que eu lembrava de bastante coisa. Com um casamento marcado em Torino e com familiares em Milão, o jeito era dar um pulinho lá para rever parte da minha infância e viver um pouco mais daquela linda cidade Italiana.


Com algumas pesquisas na internet, escolhemos o Hotel Perugino, e sinceramente foi uma excelente escolha. O hotel fica bem próximo ao centro da cidade, e dá a seus hóspedes acesso gratuito à internet.



As camas confortáveis, mas nada muito luxuoso não. Os apartamentos tem uma ducha deliciosa (coisa rara nas casas italianas) e eu dei sorte de ficar com um quarto só pra mim! O café da manhã era bem americanizado, com máquinas de café expresso, máquinas de suco, e alguns pães e croisant deliciosos. Geléias, frios frescos, tortas. Poucas coisas, mas o suficiente para satisfazer.



Eu fiz a reserva do hotel diretamente pelo site deles:

HOTEL PERUGINO

Via Perugino,12

20135 Milano

Tel (+39) 02-55189164

Fax (+39) 02-5516830

Email: info@hotelperugino.it




Beijos para quem passar por aqui!

Read more...

domingo, 12 de dezembro de 2010

Rio Scenarium

Sem dúvida o Rio scenarium é uma das casas mais comentadas da Lapa. E depois de ouvir diversos e vários comentários falando bem sobre o local, tive que ir dar uma checada!
O Rio Scenarium é super grande. Com 3 andares, um palco [ onde é possível vê-lo até do 3 andar], uma pista de dança a parte, e ambientes completamente diferentes um dos outros, é um clássico do Rio de Janeiro.

A idéia inovadora de decorar a casa com objetos antigos, colocados nas paredes das diversas salas do casarão, com móveis antigos, que não seguem padrão, fazem com que nossos olhos observem sem parar quando se visita a casa. São instrumentos, máscaras, guardas-chuvas, quadros, fotos, espadas, roupas, e tantas outras diversas coisas expostas, que nem ao menos consigo descrever.

A boa música, também é elemento fundamental do ambiente, com shows diversos, e uma programação intença nos finais de semana, feriados. Vale a pena visitar!
Se gostar de ficar sentado, não deixe para chegar muito tarde, e se for em feriados, preparesse para enfrentar uma boa fila, ou realmente se adiante!
Procure saber sobre a programação da casa antes, vale a pena!
O site --->>>RIO SCENARIUM
A casa não funciona às segundas-feiras!


beijos para quem passar por aqui!

Read more...

sábado, 4 de dezembro de 2010

E se a mala se atrasa?!

Mala em cruzeiros, nunca tinha sido uma preocupação pra mim, até realizar um certo cruzeiro.

Sempre andei com algumas coisas básicas em mãos, tais como biquíni, saída de praia [ para chegar no navio e já ir logo curtir a piscina], e a frasqueira com todo o kit higiene completo!

Normalmente, a bagagem sempre chegou a minha cabine no máximo até as 16 horas, porém nesta viagem minha bagagem chegou ao quarto 20 horas da noite.! E justamente nesta viagem, eu não levei o chinelo em mãos, e embarquei com uma sandália de salto. Conclusão: alguém o dia inteiro andando dentro do navio descalça. Não que eu me importe, porque dentro do ar condicionado eu realmente não me importo, o problema era a área da piscina.

Por sorte nesta viagem, optei por jantar no 2 turno, o que foi a salvação, pois caso contrário, teria perdido o jantar, por não ter roupas para usar! Logo, se pretende fazer um cruzeiro, mesmo se você já tiver experiência e dizer, 'a minha companhia de cruzeiro nunca fez isso, já viajei diversas vezes', não se deixe passar sufoco 'de graça'. Leve uma bolsa um pouco maior com algumas coisas básicas como CHINELO, roupas de banho, bolsa que for usar durante o dia, coisas sempre muito confortáveis, porque se a sua bagagem atrasar tanto assim, voce poderá curtir o seu dia e relaxar!

Se você estiver no 1 turno, e sua mala não chegar, vá a recepção e reclame mesmooo! Porque é um absurdo passar por isso. Nunca deixe de reclamar, e sempre se lembre, que por mais que hoje os cruzeiros estejam se 'popularizando' isso não quer dizer que a qualidade necessariamente tem que cair, e o serviço piorar!


Leia também:

Posts Relacionados

Beijos para quem passar por aqui!

Read more...

terça-feira, 30 de novembro de 2010

E o pagamento em cruzeiro?!

Deveria ter escrito sobre este assunto a mais tempo, mas precisava de mais vivência para poder explicar, afinal, não vou ficar dando dicas sem saber o que eu estou dizendo certo?!
Bem, você tem duas opções de pagamento à bordo de um cruzeiro, o dinheiro [ dolar] ou o cartão de crédito [ internacional]. Ambos possuem seus pontos positivos, negativos e cansativos.


Pagamento em dinheiro:
Caso você não tenha o hábito de viajar, provavelmente não terá dolar em casa, e deverá realizar o câmbio da moeda. Vale a pena pesquisar um pouco, e não sair comprando na primeira casa, pois as taxas costumam váriar, assim como a cotação do mesmo.
O valor à ser depositado, varia de companhia para companhia por pessoa, ou por família [ onde será depositado um valor x para diversas pessoas usufruirem onde o depositante será o chefe da conta, que deverá prestar conta da mesma ao final do cruzeiro no fechamento de contas]. Esse valor varia entre 150 dolares e 250 dolares [por pessoa], portanto, procure se informar com seu agente de viagens antes de embarcar, para evitar problemas e aborrecimentos.
Depois de trocado, e já há bordo, você deverá depositar os valores mínimos ou mais, de acordo com o que pretende gastar. Ao longo da viagem, depositos podem ser realizados o quanto desejar. O ponto desagradável desta forma de pagamento, é o fechamento da conta, onde a mesma acontece no último dia do cruzeiro entre 06:00 e 08:00 horas da manhã [ horário que também varia de acordo com a companhia]. Neste fechamento seu dinheiro será devolvido, caso não foi gasto, ou você deverá acrescentar mais, se gastou além do que havia depositado. As filas são longas e cansativas.

O cartão de crédito internacional:
Antes de embarcar, vá a sua agência do banco, e converse com seu gerente. Informe que está pretendendo fazer um cruzeiro e que têm a intenção de utilizar seu cartão internacional lá. Desta forma, o seu cartão será desbloqueado naquele período da viagem, e poderá utilizá-lo tranquilamente sem problemas. Lembrando que as companhias de cruzeiros aceitam apenas cartões de créditos, de débito não. Não realizando este procedimento, você estará sujeito que seu cartão não seja aprovado [ já que o banco não foi informado, poderá considerar como tentativa de clonagem de cartão e por medida de segurança poderá não liberar o uso do mesmo], eu já passei por isso, e além de desagradavel foi trabalhoso, pois perdi 3 horas procurando caixa eletrônico para sacar dinheiro em real para realizar o deposito. O ponto positivo é que você pagará posteriormente seu consumo, e que ao final do cruzeiro, não precisará enfrentar aquela fila gigantesca, pois virá na sua cabine uma folha com seu consumo, e no máximo necessitará de dar uma assinatura.

Lembrando que estas dicas são mais específicas para cruzeiros em que o consumo de bebidas não está incluso, porém, caso você realize um cruzeiro all inclusive [ com bebidas e alimentação inclusas por completo] e deseje comprar algo nas lojas da embarcação passará por estes mesmo procedimentos.

Espero que as duvidas tenham sido exclarecidas, e que o post tenha sido útil.

Beijos para quem passar por aqui!

Posts Relacionados

Read more...

segunda-feira, 25 de outubro de 2010

Hotel com café da manhã no Devassa?!!

Era aniversário de uma das minhas melhores amigas, e ela reservou o hotel para nós duas, em uma rápida fuga ao Rio de Janeiro no feriado do dia 12 de Outubro/2010. No entanto, ela não queria me contar nada sobre o hotel, segundo ela, não eu não conhecia mesmo (e já que o que a gente tinha em mente, já tinha lotado fazia tempo) ela procurou algo novo no Hotéis.com e achou um excelente!

De tudo, a única coisa que ela me adiantou foi..'o nosso café da manhã vai ser no Devassa'. Eu nunca tinha me sentado no Devassa, mas obviamente sabia que era um dos vários bares que estão espalhados pelas esquinas de diversos bairros do nosso querido Rio de Janeiro.

A experiência foi excelente. Ligamos antes, para saber se podiamos deixar a bagagem antes no hotel e depois dar o check-in sem necessitar já estar ocupando um quarto (depois de trabalhar em hotel, sabemos muito bem como é difícil ter os apartamentos prontos pontualmente, é possível, mas é complicado) e nem era tão necessário estarmos instalados Às 10/ 11 hs da manhã. Só de deixar a bagagem para dar uma volta e ir almoçar já resolvia nossos problemas.

O hotel possuía uma espécie de quarto logo próximo a recepção, um espaço ainda que pequeno, reservado totalmente para que as bagagem fossem quadradas, já pensando neste conforto do hóspede de não necessitar estar se deslocando na cidade com suas malas e bolsas.

Mais tarde nos instalamos. Demos um break de leve no fim da tarde, antes de pensar onde seria a próxima parte da trip pelos bairros próximo. E como a minha amiga é muito esperta, escolhe este hotel exatamente pela sua localização. Estavamos em Ipanema, mas poderíamos facilmente andando nos locomover até o Leblon ou até Copacabana.

Depois de sair para jantar, como o tempo não estava ajudando muito, optamos por voltar para o hotel e ficarmos no Devassa e provamos um deliocioso carpaccio!
No dia seguinte, apesar do ambiente ser o mesmo para o café da manhã, dava a impressão que não era. Dava uma sensação boa, mas bacana de qualquer forma, e o café da manhã, não tinha nada de novidade para ser comentado, mas tinha todas as coisas que a gente gosta e acha necessário em um café, (bons sucos, e até uns diferentes, bolos, variedade de pães, variedade de frios , chás, entre outras coisas gostosas).

No check-out, nos formamos, e nos foi dito que tínhamos até as 13 horas de tolerância para desocupar o apartamento. Da mesma forma na chegada, deixamos a bagagem no hotel até as 15:30, sem problema algum.

As diárias variam entre 330 e 380 reais em apartamento duplo.

Endereço MAR IPANEMA:
R. Visconde de Pirajá, 539 - Ipanema - Rio de Janeiro, RJ -Brasil |
Tel.: (55 21) 3875-9191 - Fax: (55 21) 2511-4038

Posts relacionados:

Beijos para quem passar por aqui!

Read more...

segunda-feira, 16 de agosto de 2010

Repetir navio ou não?!

Sem dúvidas o papo de hoje é para os cruzeiristas de longa data, e especialmente para os viciadinhos nesta modalidade de viagem, como eu! A pergunta é.. é um bom negócio repetir navios?! Nos tempos em que eu não repetia navio, eu pensava que seria algo estranho, que não veria graça e que tudo seria uma repetição sem graça. Depois de repetir meu primeiro navio (Costa Victoria), comecei a ver o lado positivo de situação, e especialmente que ele existe!

Uma segunda visita em um navio pode tanto te trazer uma sensação de 'estar em casa', e pode te fazer viver coisas que dá primeira vez passaram totalmente desapercebidas. Reviver um navio, faz você sentir nostalgia (se a outra viagem foi extremamente maravilhosa), te dá a oportunidade de revivê-las, de curtir os espaços novamente, ou reparar bem que eles existem e relembrar de pessoas que estiverem ali com você.

Confesso que a minha primeira 'reprise' foi uma escolha minha. Eu havia feito um cruzeiro de 3 dias, e sabia o quanto aquele navio era maravilhoso, e não me arrependo! Foi uma excelente escolha, um excelente roteiro. Porém, naquele ano haviam navios que não retornarão ao Brasil, mas ainda assim, foi uma boa escolha.

E mais uma vez, estou indo novamente para esse rumo. Dessa vez, foi uma escolha maluca, e não é o meu navio favorito definitivamente (é simplesmente o que eu menos gostei, e mais fiz amizade), mas o roteiro e a quantidade de dias a bordo me influenciaram de maneira que eu não via uma opção B (a não ser repetir um outro navio pela 3 vez, o que eu deixei de lado, mesmo amando o Costa Victoria).

Olhando pelo outro ângulo da situação, sei que estou perdendo a chance de conhecer outro navio, de ver novos ambientes e situações, mas o roteiro falou mais alto dessa vez. Podia optar por outra empresa, com roteiros diversificados, mas agora a escolha já está feita.

Bem, é isso.

Beijos para quem passar por aqui!

Read more...

segunda-feira, 9 de agosto de 2010

Passeio de barco em Arraial do Cabo

Quem tem o hábito de acompanhar o meu blog, sabe que eu tenho um certo encantamento pela Região dos Lagos, ou melhor, pela cidade de Cabo Frio (minha segunda paixão depois dos navegaveis). Mas no entanto, vamos ser justos, em quesito passeio de barco, os que saem da cidade de Arraial do Cabo, são excepcionais em beleza.

A algum tempo, eu resolvi fazer um passeio de barco desse. Contratei o serviço em Búzios, e isso fez com que eu acabasse pegando um grupo em que a estrangeira era eu. O guia falava o tempo todo em espanhol, e a excursão era formada por chilenos em sua maioria, argentinos, e eu e mais um de brasileiros.

A parte interessante, era ver que aquele povo, estava completamente apaixonado por nosso país. Diziam que era o paraíso, que nunca tinham ido em praias tão lindas, que não queriam voltar para suas cidades. Um sentimento de patriotismo me tomou por diversas vezes no decorrer desse passeio, e espanto, por saber que existiam praias com tamanha limpidez e que sempre esteve tão próxima de mim, e eu não tinha explorado ainda.

No passeio, passamos pela Ilha do Farol, uma praia que só é acessível por meio de barcos, passamos por algumas praias, onde era possível descer com pranchas pelas areias brancas e finas, e o restante do passeio foi por Cabo Frio mesmo (praia do Forte e Rua dos Biquínis).

Optando pela região dos lagos, em um feriado, férias, ou final de semana, para aqueles que não conhecem, reservem um dia para fazer um passeio de barco com saída em Arraial do Cabo, e como a própria como destino principal.. você definitivamente não vão se arrepender. Para aqueles que já conhecem, repitam a dose.. não sabemos até quando nossas praias vão estar preservadas com esses desastres naturais ocorrendo na região.

Beijos para quem passar por aqui!

Read more...

terça-feira, 3 de agosto de 2010

Restaurantes em Cruzeiros e a fuga das filas do almoço

Quando se pensa em restaurante de um cruzeiro, e você não é um navegante, fica meio complicado. Eu admito, antes de eu fazer a minha primeira viagem, além de não haver essa vasta fonte de informações pela internet que existe hoje, eu não pensava que esse mundo iria me encantar tanto.

Retomando, os navios costumam ter no mínimo 2 restaurantes, onde um sempre vai ser a la carte, e outro sempre vai ser um buffet (self-service). E ambos oferecem café da manhã, almoço e jantar, cada qual com seu horário próprio.

Eu pessoalmente gosto de almoçar cada dia em um. É fato, almoçar em um restaurante a la carte te toma tempo, e as vezes, quando você chega no buffet da piscina, pensa 'porque eu comi' de tanta coisa interessante que existe lá em cima, mas, é um risco!

No entanto, optar por um a la carte é ganhar opção em pratos, no ambiente e tudo mais.
Contudo, o que me desanima, é que no almoço, as mesas não são marcadas, somos encaminhados a mesas que já possuem pessoas, o que pode ser muito legal, para conhecer gente nova, como pode ser super desconfortável.

A dica é, ao menos para o almoço, passe no restaurante do buffet, e veja como está. Se te agradar, fique por lá. Você aproveita mais o seu dia, pode ficar na mesa com quem você quiser, ou até sentar nas espreguiçadeiras e comer por lá mesmo. Conforto total. Porém, é muito comum encontrar fila no buffet do restaurante próximo da piscina.A minha dica para tentar driblar essa situação é evitar horários específicos, como o horário em que é servido o almoço (tipo meio dia e meio), e o horário de término do turno, que também pode estar lotado. Os navios maiores, costumam ter vários espaços servindo a mesma comida, portanto, ande um pouco dentro do restaurante, ás vezes a fila pode estar somente ao centro. (especialmente nos dias de navegação, em que todos os passageiros encontram-se a bordo) no final, pode ter outro buffet completamente sem fila, vale a pena.

Mas independente de qualquer coisa, não se estresse por causa das filas que você possa vir a pegar, lembre-se que você está de férias, esta em um navio para descansar e relaxar ok?!

Beijos para quem passar por aqui.


Read more...

domingo, 25 de julho de 2010

Cruzeiros temáticos no Brasil

Apesar de ainda estarmos no final de Julho, a temporada 2010/2011, falta pouco, até mesmo porque, mesmo a temporada começando oficialmente em dezembro, já teremos alguns navios a partir de outubro, para alegrar nosso mares e portos.!

Confesso que eu acho extremamente inovador essa idéia de cruzeiros temáticos, tanto que ela foi o tema da minha monografia na minha época de faculdade. No entanto, mesmo depois disso, tive a oportunidade de participar de outros cruzeiros temáticos e sempre acho interessante pra quem gosta mesmo do tema. E uma das coisas que eu descobri durante as minhas pesquisas é que essa modalidade de cruzeiros existem me maior variedade no Brasil, e tem aumentado a cada temporada!

Só no Brasil, as companhias de cruzeiros contratam dançarinos para toda a temporada, só no Brasil são criados temas para adequar exatamente a cada tipo de passageiros. Assim, é possível encontrar cruzeiros para solteiros (conhecidos como Singles), para universitários (seja para estudantes mesmo com cursos, ou apenas para este público jovem sem cursos), cruzeiros temáticos de música e culinária italiana, cruzeiros para dançar (e ainda alguns apenas de tango e milonga), cruzeiros fitness, cruzeiros para relaxamentos, cruzeiros gourmet, cruzeiros de Carnaval, cruzeiros temáticos de bossa nova, de música sertaneja, dentre outros.

Eu já participei de cruzeiro universitário, de cruzeiro temático de música italiana e um cruzeiro gourmet, e não tenho a menor dúvidas em dizer que todos os 3 foram completamente diferentes, e admito que tenho uma imensa curiosidade em fazer um cruzeiro temático de dança, acredito que deve ser super animado, e se tivesse que optar por um temático hoje, certamente seria um deste. No entanto, é importante ressaltar, que estes cruzeiros estão preparados para receber passageiros que não tenham ido por causa da temática. Por exemplo, se você pretende fazer um cruzeiro em um navio x, e em uma data específica, e justo naquela data, haverá um temático (que não estava nos planos), isso não quer dizer que automaticamente você deva deixar a idéia de lado, dependendo do tipo de cruzeiro. Pois em um geral, a programação é a mesma e nestes temáticos algo a mais é incluído! Claro, tudo com bom senso! Se você estiver indo somente você e seu companheiro/a em busca de romance, certamente um cruzeiro temático universitário poderá não ser o mais indicado.

Recentemente tive acesso a uns catálogos de cruzeiro da Europa, e vi algumas coisas interessantes, como pacotes opcionais para casamentos a bordo (com variação de serviços e de valores), cruzeiros temáticos de jogos de cartas, de jogos de xadrez, e acredito que tudo isso é movido de acordo com a cultura dos países de cada roteiro. Acredito que um cruzeiro de competição de xadrez no Brasil poderia sim fazer sucesso, mas na Europa, o clima e a cultura é outra, o que pode e provavelmente modifica tudo.!

Para os amantes de cruzeiros o importante mesmo é viajar de navio, estar em um navio é especial, encantador e mágicos momentos! Se você optar por um cruzeiro temático nesta temporada que se aproxima, prepare-se para uma programação ampla e divirta-se!

Beijos para quem passar por aqui!

Read more...

segunda-feira, 19 de julho de 2010

As 3 famosinhas Praias do Guarujá!

Depois de ter vivênciado o Guarujá por 3 meses de muito sol e calor, ai vão as praias famosinhas do Guarujá, que não podem deixar de ser visitadas. Não somente por estarem localizadas mais ao centro da cidade, e em bairros nobres, a Pitangueiras, Astúrias e Enseada são praias com características bem parecidas em geral.

Começando pelas Astúrias(photo 1 e 2), a menorzinha das 3 praias citas. Boa para quem curte pegar ondas, e caminhando por toda a suas orla, em alguns lugares é possível ver as outras das praias. Um visual ainda maior do fim da mesma, ideal para fotografas e curtir o fim de tarde de verão! Existe uma feirinha da Astúrias, com artesanato local. É possível encontrar bons restaurantes em sua orla!


Photo 1 - Praia das Astúrias (Abril 2010, Sheila Peluso).


Photo 2 -Praia das Astúrias - Vista da divisa entre Pitangueiras e Astúrias (Abril 2010, Sheila Peluso)


As Astúrias e Pintangueiras (photo 3 e 4) são divididas por uma subida e uma pedra. Um bairro mais movimentado, com diversos restaurantes, movimentação de ônibus, o shopping La Plage , e claro a praia. O shopping La plage foi construído de frente para a praia, e possui uma varanda com vista para o mar.! Também indicada para surf. Também há uma pedra que a separa da praia Enseada, e mais uma vez um excelente ponto para se conhecer e fotografar.! Ponto negativo: em alguns determinados horários, os altos prédios da orla dão sombra na praia, deixando a prática de banho de sol impraticável.



Photo 3- Praia das Pitangueiras (Março 2010, Sheila Peluso).



Photo 4 - Praia das Pitangueiras (Março 2010, Sheila Peluso).

A praia das Enseadas (photo 5) é a maior em extensão das 3 citadas chegando a possuir mais de 5 km. Mais ao fim da sua orla, também conhecido como Tortugas é possível encontrar grande concentração de jet-ski para alugar. Também repleto de restaurante em sua orla, que são bem movimentados nas noites de verão.Os quiosques desta praia possuem boa infra-estrutura, e estão sempre cheios em alta temporada, e feriados! As águas ganham uma temperatura agradável para banho nos meses de dezembro, janeiro, fevereiro e março. Sua orla é ideal para fazer caminhadas. A minha favorita das 3, tanto pela temperatura da água, por possibilitar a ver lindos entardecer (photo 6) e também por ter sido a praia que eu mais frequentei!




Photo 5 - Praia da Enseada (Março 2010, Sheila Peluso).


Photo 6 - Praia da Enseada - Vista do Tortugas (Abril 2010, Sheila Peluso).


Vale a pena conhecer o Guarujá!

Beijos para quem passar por aqui!




Post relacionados
Bistrô Lounge
Tomadati - Sushi bar
Gordão Lanches

Read more...

sexta-feira, 16 de julho de 2010

E quando o cruzeiro faz um 'retorno'?!

Essa semana vi uma foto que me remeteu a este fato, e achei que seria legal contar essa história aqui. Janeiro de 2007, aquela era a viagem mais importante pra mim. A impressão que eu tinha é que eu estava indo para o Titanic (o maior navio do mundo). Coisa besta de se pensar, mas a sensação era mais ou menos essa. Talvez porque a divulgação daquela embarcação, naquele ano, tenha sido muito intensa.. ainda posso me lembrar do cd de divulgação falando 'navio equivalente a 1 estádio e meio de futebol'..'equivalente a um prédio de 20 andares'... e blá blá blá.. Sem contar que eu havia me comunicado com várias pessoas durante longos 9 meses, com convívio diário no msn, parecia que eu conhecia aquelas pessoas a anos...!

Embarque. Me perdoe, mas não achei o navio tão grande quanto o divulgado, mas isso aconteceu porque no porto do Rio de Janeiro havia um navio 2 vezes maior, que fazia ele se transformar em uma formiga!

Tudo bem.. comparações a parte.. o navio começou a navegar! A sensação de saída do Rio de Janeiro sempre é boa, mesmo se o céu estiver meio nebuloso. Logo que passamos pelo Pão de Açúcar desci para a cabine de um amigo meu. A gente estava batendo papo, quando vimos pela tv, no canal que aparece a rota do navio, o navio fazendo o formato de um número 8, ou seja, VOLTANDO PARA O RIO! Naquele momento me bateu um pânico e vários pensamentos na cabeça. Porque o navio estava voltando?!

Na época minha madrasta estava grávida, e CLARO, não era a hora do bebê nascer nem nada, mas mesmo assim, sai da cabine do meu amigo correndo, sem nem ao menos por onde começar a procurar meus familiares. Nisso meu telefone tocou! Era uma amiga minha que estava em outro navio, que também percebeu que o nosso navio estava fazendo o 'retorno'.

Dei sorte. Pouco tempo depois, achei a minha familia e estava tudo ok! O navio parou, e um barco pegou alguém e o navio voltou a sua rota inicial rumo a Salvador. Ouvi várias histórias no decorrer da viagem. Que uma criança havia batido a boca na piscina, e tinha quebrado todos os dentes (pouco provável porque se não o assunto teria sido geral).. Outra hipotese que eu ouvi também foi que uma mulher grávida começou a ganhar o bebê (pouco provavel igualmente, pois existe uma certa quantidade de meses para poder estar a bordo, assim como a criança deve ter uma idade x ). E por fim, uma última história que um homem havia infartado e no navio não havia recursos suficientes para socorrê-lo, que cá entre nós, foi a história mais aceitável.

De qualquer forma até hoje não sei a versão verdadeira, mas fiquei admirada como o fato de eu ver uma foto daquele dia me remeteu a 'reviver' esses momentos em minha mente, como se eu estive lá, novamente, vivendo aquilo!

Beijos para quem passar por aqui!

Posts Relacionados

Read more...

segunda-feira, 12 de julho de 2010

Bonde em Milão

Mais do que escrever dicas de viagens, contar minhas histórias no blog, me emocionam muito mais. E como eu ando bem sem animo de escrever, vamos a uma história para me dar animo!

Estavamos em Milão, e uma coisa que sempre me encantou em Milão era o fato da cidade ser super moderna, florida e com bondes passando no meio das ruas. E em exemplo a não evolução desse meio, meu pai ainda se lembrava do bonde que deveria pegar para o ponto turístico mais famoso da cidade, a Piazza Duomo (imagem 1).




Tratando-se de uma igreja gigantesca (com escadarias para subir e ver o panorama, ou elevador), a igreja é o cartão postal oficial, assim como o Cristo Redentor é para o Rio de Janeiro. Então fomos lá, para fotografar, e eu em especial pra rever aquele pedacinho de chão que eu tanto gosto.

Na volta, pegamos o mesmo bonde (12), rumo a Piazza Cinquegiornata (imagem 2), que era bem próximo do nosso hotel, e um cara entrou no bonde, e andava de um lado pro outro, cantando com um microfone na mão. Para quem mora na cidade, aquilo era uma espécie de afronto a paz e silêncio da cidade, mas para nós, turistas brasileiros, que adoramos uma música e uma alegrada no ambiente, aquele foi o ponto alto do passeio!Meu primo, morador da cidade, nem abria a boca pra falar de tanta vergonha! E o mais engraçado é que eu pensei que fazia parte do bonde, como um espetáculo, no primeiro momento, até ver que era uma caixa de som portátil, e cá entre nos, com um som poderoso, porque dava a impressão de haver várias por toda parte.




Segue um video de um minuto com um pedaço do 'espetáculo'. E como diria meu pai, é melhor ele sair e cantar pela cidade, do que roubar e matar.E assim segue o mundo.. vivendo!



video



Espero que tenham gostado..
Beijos para quem passou por aqui!

Read more...

sexta-feira, 18 de junho de 2010

Campeonato mundial de Futebol em outra nação

O campeonato mundial de Futebol, ou como costumamos dizer, Copa do Mundo é realmente um evento grandioso! Para nós brasileiros de nascença e coração, nada emociona mais do que estar na frente de um telão vendo cada passe que os nossos bravos jogadores tentam em direção ao gol.

Mas estar fora da nossa pátria pode deixar a emoção um pouco acanhada! Eu sempre quis ver uma copa do mundo em outro país para matar a minha curiosidade, e por uma coincidência, este é o ano. No entanto, as coisas não são exatamente como eu imaginava, começando pela transmissão dos jogos. Sem internet e sem uma televisão que passe os jogos (TV aberta como temos no Brasil) eu me sinto uma cega no meio do tiroteio, ou melhor, bem longe dele. Assim, as únicas coisas que eu sei são os horários dos jogos (horários Brasileiros, note bem)e as datas.

O primeiro jogo que eu vi foi da Itália x Paraguai, e como estou na Itália, o jeito foi arrumar um bar para poder ver o jogo. O movimento do transito na pequena cidade onde eu me encontro foi intenso neste dia, fomos no tal bar perto de casa, reservamos uma mesa (e eu na minha cabeça já estava com a intenção de perguntar, posso reservar pra ver o jogo de amanha?!) e bem.. lá estava eu,’ traindo’ a minha pátria, ou melhor torcendo pra minha opção B (vamos colocar assim) vestida com uma bandeira da Itália que eu ganhei da Coca-Cola, enquanto os italianos, nem unzinho MESMO vestia se quer uma camisa com as cores da bandeira. O jogo começa e o silêncio é intenso, apenas eu e minha família fazíamos comentários. ONDE FOI PARAR AQUELA GENTE QUE NÃO SE CALA DURANTE OS ALMOÇOS? Eu não sei dizer, mas atrás de mim, quase no meio da rua, havia um senhor que se incomodava com a nossa voz e comentários (até porque ele não entendia BLÁ do que dizíamos não é?!). Com um empate sofrido lá segue a Itália rumo ao próximo jogo. Dia seguinte e finalmente a estréia do Brasil no campeonato, estava ansiosa e ao mesmo tempo descrente, eu confesso. Retornamos ao tal bar para perguntar se haveria transmissão dos jogos (viva a Sky) e o senhor nos informou que o bar não abriria (esse povo daqui adora não trabalhar nas terças-feiras) e eu quase entrei em pânico! O jeito era apelar para casa de um parente (que também é um quase brasileiro e fazer tudo terminar em pizza!) Mais uma vez o ritual silêncio do durante o jogo reinou.. eu falava com meus braços e pernas inquietas, e quando o 1 gol saiu, meus braços foram ao alto e o locutor nem se quer soltou aquele lindo GOLLLLL quando o mesmo foi feito. Gentinha estranha, mas tudo bem! E apesar de eu estar feliz com a sensação de estar em outro país vendo a copa como eu sempre desejei, sinto falta das festas nas ruas, os bares cheios, todo mundo vestido de verde e amarelo, a energia e vibração positiva que temos ao assistir um jogo de copa do mundo. Agora entendo bastante coisa, porque somos os melhores do mundo e porque somos tão invejados, simplesmente porque não há uma torcida como a nossa! Não tenho nem ao menos um palpite para um país que possa levar a taça dourada pra casa , ainda mais sem ver os jogos e sem ter acesso aos resultados, então, que vença o melhor e quem realmente merecer! E aos brasileiros que estão em casa, aproveitem por mim!

Beijos para quem passar por aqui!

Read more...

segunda-feira, 17 de maio de 2010

A evolução dos vouchers de cruzeiros

Quando eu comecei a realizar viagens de navios, compravamos as cabines e sempre quando o voucher (o documento que comprova que você adquiriu a viagem e que deve ser apresentado no ato do embarque) chegava, sempre era lindo ter aquele bloco de páginas na mão.
E era um documento lindo, daqueles que eu, boba, costumava colocar debaixo do travesseiro quando ele chegava! Vinha com tantas informações que somente eu, gosto de ler!

Assim como as passagens de avião, os vouchers de cruzeiros evoluiram. Seja por economia de transporte (envio de sedex) ou por praticidade, hoje em dia, em algumas empresas, essas passagens perderam seu 'beleza', e viraram e-tickt impresso vindo através de um e-mail.

Como turismóloga eu compreendo totalmente e concordo que agilizou o serviço do agente de viagem e do operador, transformou o procedimento até mais seguro. Mas confesso que como passageira, o meu primeiro voucher a moda 'e-ticket' foi uma verdadeira decepção. Especialmente quanto as etiquetas das malas, que imprimi em colorido e plastifiquei pra tentar fazer ficar mais apresentavél.

Eu sei, temos que nos acostumar com a modernidade, e para quem lê o blog a mais tempo, sabe que eu sempre relutei a coisas como comprar passagem via site, e qualquer tipo de coisa pela internet. Mas estou realmente inovando, hoje comprei um livro (um não.. dois!) e semana passada comprei uma passagem de avião pela segunda vez. Se as outras pessoas se acostumaram, porque eu não me acostumaria?!

Bem, é isso..
Beijos para quem passar por aqui!



Posts Relacionados

Read more...

terça-feira, 4 de maio de 2010

Luminoso de taxi!

Pode parecer besteira minha, mas depois da minha mais recente experiência, não custa nada publicá-la aqui. Cada local possui sua própria cultural, ou no caso, cada estado propriamente dito. A questão é que em alguns casos, o que pode ser segurança, acaba virando sinônimo de susto desnecessário, e a falta de informação é um problema nessas horas.

No primeiro final de semana que eu estava no Guarujá, e depois de ouvir tanto falar de arrastão e coisas do tipo, resolvi voltar para casa de taxi com pensamento 'assim é mais seguro não é?!
A questão é que ao olhos de alguns, o local aonde eu morava é um pouco 'perigoso' mas na real nem era!

Então eu e uma amiga pegamos um taxi, e quando estavamos na porta do nosso prédio eu olho para a janela e vejo 5 policiais armados, apontando para dentro do taxi. Eu sem entender nada perguntei o que havia acontecido, com um medo (o tipo de momento que o único pensamento que me vem na cabeça é, 'isso é um sonho' ou melhor , um pesadelo mesmo!).

Os policiais viram que não estavamos fazendo nada, e que eramos duas moças inofensivas. Para mim, mega mal informada achei que o problema era o taxista, e talvez realmente fosse.
Então os policiais falaram, 'é o luminoso'. E eu falei que não era da cidade, e ele falou que era para o taxista nos explicar.

Ele no entanto resmungou alguma coisa que não nos ajudou em NADA! Saimos no carro com medo, e entramos em casa. Depois mais calma, fui pesquisar na internet. E pelo que me passou, é um código utilizado, quando o taxista se encontra em perigo e esta com passageiros, pedindo ajuda, seja por um risco de assalto ou sequestro.

Das duas uma, ou ele estava com medo do lugar, ou simplesmente esqueceu de desligar o luminoso. Depois deste episódio, quando eu me desloco de taxi, fico observando para ver se realmente não esta acesso o tal luminoso, para não repetir a experiência desagradável sem necessidade!

Bem, é isso, se cuidem!

Beijos para quem passar por aqui!

ps. a intenção do post não é deixar ninguém com medo, até mesmo porque, a intenção dos policiais era de proteger, mas evitar uma situação que faça você se sentir mal, e sem saber do que se trata!


Post relacionados

Read more...

sábado, 24 de abril de 2010

Gordão Lanches

Logo que chegamos no Guarujá, entre o caminho de casa, e do centro da cidade, viamos a loja do Gordão Lanches, que visualmente falando, chama uma atenção tremenda.
Ontem, depois de sair do trabalho, e jantar, uma amiga nos levou à lanchonete para provar o milk shake.

A propaganda que ela havia feito, realmente era verdadeira. O milk Shake, além de ser como os demais, ainda levava um acréscimo de mashmallow, que faz total diferença no sabor final. E claro, antes de voltar para minha terra, fui lá me despedir dessa guloseima dos deuses.

O local possui um vasto cardápio de sanduiches, cachorro - quente que você pode montar como quises, porções, combos, dentre outras guloseimas, e sanduiches lights feitos com pão sírio.

No Guarujá- Visite:
Avenida Dom Pedreo I, 946
Jardim Três Marias- Praia da Enseada.


Existem outras filiais em Campinas, veja mais no site do Gordão.
Beijos para quem passar por aqui.


Post relacionados
Bistrô Lounge
Tomadati - Sushi bar

Read more...

sábado, 3 de abril de 2010

Tomadati - Sushi Bar

Uma tendência no estado de São Paulo, são os restaurantes que servem comidas Japonesas com opções de pratos quentes, Chineses (que esses sim, são a minha praia).

Ontem, ao sair do Hotel, resolvemos ir saborear o meu vício, atual o Tempurá. Para aqueles que não conhecem, trata-se de um misto de legumes empanados juntos, composto por uma massa levemente crocante, e com um sabor único, podendo existir também camarão em alguns.

O restaurante escolhido, é o mesmo de sempre, que por fim, já se tornou íntimo entre nós, o Tomadati, é parada certa de vez em sempre. Localizado próximo a praia de pitangueira, com um buffet de comida chinesa, sobremesa, e comida Japonesa, o Tomadati é até o momento o restaurante favorito meu e de minha amiga, ao menos ao que diz respeito ao Guarujá.

Há também um quiosque do mesmo, localizado na Praia de Enseada, acredito que o sabor deve ser o mesmo, no entanto serve apenas a la carte. Vindo ao Guarujá, não deixe de visita, realmente é uma delícia.

Restaurante Tomadati
Rua Quintino Bocaiuva, 380 - Centro - Guarujá - São Paulo
(13) 3384-5177

Quiosque Tomadati
Avenida Miguel Stefano, 5280 - Enseada - Guarujá - São Paulo
(13) 3392-5663

Beijos para quem passar por aqui.


Post relacionados
Bistrô Lounge
Gordão Lanches

Read more...

quinta-feira, 25 de março de 2010

Pão de açucar FINALMENTE!

Devo desculpas interminaveis ao meus queridos amigos blogueiros que costumavam me acompanhar. Nessa altura as pessoas já desistiram das minhas dicas e de receber minhas respostas. Mas realmente não tenho tido tempo para me dedicar a internet.

Eu antes pensava que não seria assim. Que por ser um mero estágio teria tempo para entrar na internet como fazia normalmente e me perder em horas de ocío, e que estaria colocando mais dicas por aqui do nunca. Eu me enganei.

Estar dentro de um hotel faz com que a gente viva de forma intensa sem perceber. A internet se tornou algo distante, e eu me curei momentaneamente de um vício que eu tinha por anos.

Calma aew, eu continuo acessando a internet regularmente, mas basta acessar os e-mails e logo me vou, ou dormir, ou fazer algo pendente, enfim, nada mais de ficar horas olhando pra tela, vendo o tempo passar, mas vamos ao que interessa.

Nesse tempo, consegui uns dias de folga para dar um pulinho ao meu querido Rio de Janeiro. Pisar no Rio de Janeiro depois de viver o Guarujá intensamente, foi uma sensação de paz, e de até chegar a pensar 'estou em casa'.

O fato é que eu consegui bater a minha meta boba do ano, que de nem é tão boba assim, que era ir ao Pão de açucar. Agora estando longe do Rio, penso o quanto importante era, o quanto eu amo a cidade maravilhosa, e que ir ao Pão de açucar era realmente essencial.

Quando eu era pequena olhava para o 'monumento' e pensava 'EU? não tenho coragem de ir lá não..tá doido?!'.. Mas era pura besteira minha. Depois de ter estado pendurada em uma gaiola toda vazada na cidade de Gubbio na Itália (2008) a 800 metros de altura, achei que eu já estava suficientemente preparada para entrar em um bondinho fechado e ir a um dos passeios turísticos mais comentados do Brasil.

O valor pago pelo passeio é de 44 reais pela passeio completo, para turistas e pessoas que não moram na cidade do Rio de Janeiro (os moradores por tanto possuem desconto, apresentando algum comprovante de que realmente é residente da mesma).
Para ir apenas até a metade do caminho, o passeio custa 22 reais, Ou seja, o bondinho te leva após 3 minutos a um ponto, e até o alto do pão de açúcar propriamente dito em mais uma passeio de 3 minutos.

Eu não dei uma sorte, minha maquina acabou a bateria bem quando eu cheguei no ponto mais alto do passeio, mas tudo bem. Confesso que o visual do alto do Cristo redentor me deixou mais maravilhada, mas ainda assim o passeio vale a pena. É o tipo de experiência que se deve viver ao menos uma vez na vida.

Quanto a segurança, é realmente seguro. Não senti medo nem da subida, nem da descida. Nem ao menos frio na barriga me veio (o que foi bastante estranho no meu caso). Ao menos eu tive sorte em um outro aspecto, o tempo estava lindo.

Bem, é isso.
Beijos para quem passar por aqui!

Post relacionados

Read more...

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2010

Meu presente de aniversário!

Este é meu presente de aniversário para os leitores do blog. Não teria que ser o contrário?!

Mas o fato é que eu sou COMPLETAMENTE apaixonada por esse texto que eu escrevi a alguns anos atrás, e que inclusive uma parte dele foi parar na minha epigrafe da monografia. Portanto, eu acabaria colocando ele aqui de qualquer jeito e nada mais justo do que me auto-presentear!

Espero que gostem, tem um sentimento muito especial por trás dele.


Beijos para quem passar por aqui!



Algo sobre lá

Aqui o céu e o mar se encontram durante a noite.. escuta-se o barulho das ondas suavemente..dá um friozinho na barriga quando a gente olha pra baixo.. Aqui as estrelas parecem brilhar mais.. e os "companheiros" passam ao nosso ladocom suas luzes e musicas que sempre parecem mais vibrantes que as nossas.. mas não é!

Aqui a gente joga a sandália pro canto e pode dançar de qualquer jeito.. como se estivesse em casae quando você se cansa... demora menos de 5 minutos pra estar na "sua cama"..Aqui tem gente de tudo quanto é lugar... e parece que somos todos irmãos... ou é como se estivessemos em um big brother da vida.. se não gosta..TEM QUE ENGOLIR!Aki as bebidas "ilegais" tem um gosto mais gostoso... e as pessoas se viram pra fazer uma caipirinha..nem que seja com o primeiro limão, kiwi ou até pÊra, o que vier pela frente e quase sempre com uma faca catada do restaurante..

Aqui a gente dorme que nem nenem .. sendo ninado pelo balanço.. e quando ele para dá vontade de chorar..O nascer do sol dá cada tonalidade de cores pro céu.. que dá gosto de ver... e nem um dia é igual ao outro, então se você acha que o de hoje foi o mais belo dos belos,no dia seguinte poderá repetir a fala..assim a gente sempre fica encantado..e se esta falando..se cala...A gente toma café de manha cedinho.. e fica olhando prakela "cartolina" agora iluminada pelos raios de sol..e se há chuva.. ela não faz daquilo tudo triste ou menos importante como faria normalmente em um lugar qualquer..A cada parada em um lugar feio q se vc for procurar bem... acha os paraisos..isso quando a preguiça não te toma por inteiro!Aqui os gostos são suaves e às vezes fortes que dá ate susto..

Alguns vão preparados..com uma caixa cheinha de remedios para mals do estomago..outros.. nem se lembram que isso pode existir, mas são salvos..Em algumas noites o sono quer nos tomar, e a gente abre os guaranas ou toma os cafés nos bares..e isso sempre dá certo, por mais que sejam questionados!

Lá não há muita comunicação..(telefone..internet... coisas do genero), quer dizer, ter até que tem, mas é uma perca de tempo assim como a televisão..O alto-falante tá sempre anunciando algo..e a gente para pra escuta com atenção na maioria das vezes ou é acordado por esses!Aki dá vontade de sair correndo pelos corredores... e a gente corre às vezes.. nas ponta dos pés pra não acordar ninguém..A brisa não significa apenas brisa... e essa palavra quando falada me faz lembrar de tantas coisas....

Aqui não penso em nada e não lamento..e se o faço.. é em proporção minima! Aqui a gente desce e sobe escadas cantando.. com uma mesma musica na boca.. como um hino..e vemos vários olhos nos observando, será que somos loucos quando estamos aki?Aqui a gente segura o sono até morrer no ultimo segundo no fim da linha... porque não quer disperdiçar NADA, e dormir certamente seria O disperdicio...

Aqui a gente chora quando vê os outros indo... e chora até antes dos outros irem... chora antes, durante e depois.. nos tornamos manteigas derretidas, fruto do que a amizade pode fazer mesmo estas sendo recem cultivadas...Aqui a gente tem medo às vezes.. medo de sei la o que... e acha aquele consolo e quase sempre no inesperado, não que no dia-a-dia não seja assim.. mas a intensidade se multiplica nesses momentos.Aqui me sinto também protegida, seja pela tal felicidade que nos impulsiona, por ver os sorrisos dos outros ao nosso lado, independente de bebida...Aqui quando você acorda.. olha pro lado e vê o azul.. dá um sorriso e fala... ainda estou dormindo....Se esse lugar existe mesmo... é pra lá que eu vou!


*Só quem vive consegue entender que o que faz diferença é os detalhes e na maioria das vezes são os mais pequenos e singelos! (o texto acima é de minha autoria..homenagem a duas pessoas que eu nunca vou esquecer!(do mistral) e os meninos do bar do moe e todas as tantanejas(os) do meu coração!)

Read more...

segunda-feira, 8 de fevereiro de 2010

Passeio de trem - Rio Grande do Sul

Eu vou ser bem sincera, na medida do tempo que eu comecei a viajar mais, comecei a adotar algumas coisas no meu comportamento. Uma delas foi ter me tornado cada vez mais exigente, e em contra partida a esse meu estilo 'querer muito', comecei a ser também, uma pessoa que espera pouco, com a intenção de se surpreender, ao invés de se decepcionar!

Mas quando eu realizei essa viagem, eu ainda não era assim!
Depois de muitos comentários nas aulas de transporte e de outras pessoas, nos aventuramos a fazer o passeio, que nos levava ao circuito do vinho. Iniciando na cidade de Bento Gonçalves, e percorrendo 23 kilometros, passando também pelas cidades de Garibaldi e Carlos Barbosa.

Para turista que visita o Sul, com certeza teve viver a experiência. A receptividade do povo gaúcho, me fez ter voltado para o suldeste com orgulho de ser brasileira, e de saber que existem pessoas que se dedicam tanto ao turismo e os levam a sério, como eles.

No entanto, a parte da 'decepção' fica com as condições do trem. Pelo que eu ouvia falar, imaginava que mesmo ele sendo historico e tudo mais, fosse mais confortável. O passeio é SEM DÚVIDA extremamente turistico, e encantam pessoas da melhor idade, em especial.
Na estação em que sofre a última parada, taças de vinho são distribuidas, e pessoas à caracter cantando em dançam criando uma verdadeira festa, uma animação contagiante!

Acredito que seja um passeio imperdível, mas não do tipo que você fale, 'eu tenho que repetir', não no meu caso pelo menos.

Bem, é isso!

Beijos para quem passar por aqui!

Read more...

segunda-feira, 1 de fevereiro de 2010

Bistrô Lounge - Guarujá!

Estar no Guarujá é sinônimo de ter um cardápio de praias para você escolher, a sua disposição. Alguns dizem que são 27 praias, outros dizem que são 28, enfim, são muitas.

Então no meu dia livre da semana passada resolvemos explorar a praia do Tombo. Apesar de eu achar a idéia não muito boa, pelo fato de ser uma praia se surfistas (já que assim o mar provavelmente tenderia a ser um pouco mais rebelde), no fim das contas foi uma excelente escolha, ainda que o tempo nesse dia não estivesse nada bom!

Trata-se de uma praia de pequena extensão, com quiosques espalhados por todos os cantos, e pedras charmosas. Foi então que resolvi almoçar no Bistrô Lounge. A primeira vista vendo de fora, parecia se tratar de um restaurante de um Hotel, que no entanto realmente é, mas o mesmo é aberto ao público.




Com uma decoração moderna e despojada, o Bistrô Lounge é uma excelente opção para quem esta em busca de sabores, sofisticação e um peixinho delicioso. Com sofás espalhados pelo ambiente, e vista para o mar da sua varanda principal, o ambiente é convidativo. São servidos pratos individuais, sendo servidos massas, saladas, carnes e peixes, Aceita-se cartão de crédito e débito.



Avenida Prestes Maia, 387
tel: 13 3344.9207
Praia do Tombo - Guarujá -SP
www.bistrolounge.com.br

Beijos para quem passar por aqui!


Read more...

segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

Celebridade em viagens!

Se você traça uma viagem, certamente a sua meta dificilmente será encontrar alguém famoso no meio do caminho, a não ser que você esteja viajando para um show de alguém específico, nesse caso é justificável.

No entanto, eu já tive algumas sortes/ azar de encontrar pessoas famosas no meio do caminho. Dentre as minhas lembranças boas, esta a Glória Pires, que desde então, sempre que a vejo em algum filme ou novela eu dou um sorriso e falo, 'minha amiga, que orgulho', (coisa boba não?!).

A verdade é que nem foi um momento tão legal assim. Meu primeiro Cruzeiro, minha primeira noite, e eu estava extremamente enjoada, indo em direcção ao jantar, não sei porque. E eu acabei entrando no mesmo elevador que ela estava, que aliais, era eu, mais meu irmão e a família toda dela. Ela sorriu para mim, e abraçando sua filha caçula que estava a sua frente, começou a me contar que ela estava passando mal. E eu concordei, dizendo que realmente o navio estava balançando muito e que eu também não estava legal.

Papo bizarro ou não, a simpatia dela fez com que aquilo estivesse ficado bem marcado na minha memória. Ela poderia ter ignorado a minha presença, ou ter fechado a cara, como aconteceu com outros artistas naquela mesma viagem, que eu prefiro não mencionar (pura decepção).

Nessas horas eu te pergunto, 'ONDE ESTAVA A MINHA MÁQUINA FOTOGRÁFICA?!'.. pois é, ela tinha ficado dormindo na minha cabine. E depois eu também nem tive coragem de perdi para tirar foto. Olhando pelo lado pessoal, a pessoa estava em uma viagem de navio, tentando aproveitar a sua família, e eu sinceramente não estava afim de ser uma daquelas tantas pessoas que fizeram fila e a incomodaram durante a viagem inteira tiêtando.

Tenho outras histórias, quem sabe qualquer hora eu não conto por aqui...

Bem, é isso.

Beijos para quem passar por aqui..



Posts Relacionados

Read more...

  © Free Blogger Templates Spain by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP  

BlogBlogs.Com.Br